Presentes para os namorados podem ter 80% de tributos

Voltar

Levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) aponta que presentes populares de Dia dos Namorados têm alta incidência de tributos.

É o caso do perfume importado, cuja carga tributária chega a 78,99%. Isso significa que, de um perfume de R$ 400, aproximadamente R$ 316 são destinados exclusivamente para o pagamento de impostos, taxas e contribuições.

O perfume nacional, que por ser produzido no país poderia ter tributação menos pesada, tem carga tributária de 69,13% – ou seja, mais de dois terços do preço de uma fragrância tipicamente brasileira é de imposto.

“Produtos procurados para o Dia dos Namorados são muito tributados, o que torna a tarefa de presentear a pessoa amada mais difícil”, diz Emílio Alfieri, economista da ACSP. Ele cita opções com preços e cargas tributárias menores, como flores (17,71% de tributação) e ingressos para cinema (20,85%).

A lista de produtos, encomendada pela ACSP ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), revela ainda que um par de óculos de sol é tributado em 44,18%. Um celular, por sua vez, é taxado em 39,8%. Já se a ideia do casal for jantar fora, a garfada tributária será de 32,51%.

O economista ressalta que o Dia dos Namorados já é a terceira mais importante do calendário varejista.

Fonte: Diário do Comércio – Jornal das Associações Comerciais do Estado de São Paulo

Rua Manuel de Paiva, 109, CEP 04106-020 - Vila Mariana - São Paulo/SP
Telefone: (11) 2884-3777