Juros caem para 6,75% ao ano, menor taxa da história

Voltar


Juros caem para 6,75% ao ano, menor taxa da história

Em decisão unânime, diretoria do Banco Central estabeleceu o menor patamar para o índice desde quando ela começou a ser definida, em 1986

Em decisão unânime, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu cortar os juros básicos da economia brasileira, a Selic. A taxa baixou de 7% para 6,75% ao ano e atingiu o menor patamar da história. Esta foi a 11ª redução seguida determinada pelo Copom, que é formado pela diretoria do Banco Central.

O que isso significa?

Usada como referência pelo sistema financeiro, uma taxa menor significa mais empregos, maior crescimento para o País e mais acesso ao crédito.

Como se chegou a uma taxa histórica?

Esse novo cenário, com juros mais baixos, só foi possível depois de medidas adotadas pelo Governo do Brasil que criaram condições para taxas menores. Teto dos gastos, ajuste fiscal e outras ações coordenadas contribuíram com o resultado e geraram mais confiança. Isso, aliado a uma inflação menor, deu espaço para que o Banco Central realizasse esses cortes.

E eu com isso?

Quando a Selic está muito alta, a tendência é que investidores apliquem seus recursos em empréstimos ao governo, já que os títulos públicos passam a ser mais atraentes. Se ocorre o inverso, os investimentos no setor produtivo ficam mais viáveis, o que contribui para o crescimento da economia.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Banco Central